Craque Neto 10

2 min readUma nova realidade cairia bem

A pandemia do Coronavírus e o isolamento social têm feito as pessoas ficarem mais tempo em casa e procurando atividades que já tinha esquecido que existiam. Eu por exemplo comecei a brincar mais com meus filhos diariamente. E não é nada relacionado a esses vídeos bobos de celular, não! A idéia foi retomar esses jogos antigos como dama, xadrez e arrisquei até um basquete improvisado na varanda do meu apartamento. Teve um dia que jogamos sabão no chão pra todo mundo escorregar de peito. No alto dos meus 53 anos voltei a ser criança. Uma sensação incrível! E o melhor: junto com as minhas crianças.

Talvez esse seja um período de reflexão pra muita gente. Me perdoem o exagero, mas algo planejado por Deus, por que não? Uma espécie de restart! Com o futebol não seria diferente. Talvez esse seja o momento ideal para nossos dirigentes começarem a entender que não precisa fazer tanta coisa errada pra se beneficiar. Que as relações humanas são prioridade. Talvez seja a hora dos jogadores deixarem de receber salários tão altos e as Confederações/Federações deixarem de ser tão ambiciosas.

Quem sabe inserido nesse contexto de recomeço os nossos técnicos não façam a boleirada voltar a treinar fundamento. Isso mesmo! Tem muito jogador que não sabe chutar uma bola no gol com eficiência. Tem pé-de-rato aí que não consegue dar um passe bem dado de dois ou três metros. Se fizerem esse tipo de trabalho desde a base dá para fazer o nosso futebol voltar a ser o que era antes: o melhor do mundo.

Não dá pra negar que o Coronavírus está assustando muita gente. Mas prefiro pensar positivo e achar que depois de toda essa tempestade vem sim uma calmaria absoluta. E quem souber se reinventar positivamente se dará muito bem nesse novo cenário. Torço profundamente que nosso futebol esteja envolvido nesse contexto.

59 comentários