Craque Neto 10
Início » Em Destaque » Risco calculado? Será???

2 min readRisco calculado? Será???

Uma polêmica vem tomando conta do futebol brasileiro. Enquanto praticamente todos os clubes do País estão obedecendo os protocolos de quarentena por conta da pandemia do novo Coronavírus, o Flamengo – por si só – resolveu retomar os treinamentos no Centro de Treinamento George Helal, o conhecido Ninho do Urubu. Segundo informações isso vem acontecendo há quatro dias.

A diretoria do clube emitiu nota oficial dizendo ser responsável pela segurança de todos os profissionais envolvidos e que tem adotado uma série de exames nos atletas e funcionários. Os próprios jogadores teriam assinado um termo de responsabilidade. Posso falar? O prefeito Marcelo Crivella e o governador Wilson Witzel se colocaram publicamente contrários a atitude dos dirigentes.

“É uma questão que desde o começo gerou polêmica. O que eu disse que sou contra são os treinos sem preocupação dos dirigentes. Da mesma forma como os atletas vão ter a preocupação dos dirigentes, a responsabilidade é deles”, disse Witzel.

Vale lembrar que junto com o Rubro-Negro carioca, no Sul o Inter e o Grêmio também voltaram a treinar. Posso falar? É óbvio que fazendo isso os três saem na frente dos rivais do sentido de preparação. É muito melhor treinar assim, com o acompanhamento dos profissionais especializados e no local ideal, do que ficar fazer esses ‘OnLines’ da vida. Agora será que vale a pena? Se alguém pegar a doença os presidentes vão realmente assumir a culpa? Vale lembrar que o massagista Jorginho, que trabalhava há décadas no Mengão, faleceu vítima do Covid-19. Isso tudo vai está gerando uma baita discussão, hein?

Craque Neto 10

Craque Neto 10

Neto é ex-jogador de sucesso e um dos maiores ídolos da história do Corinthians. Desde 2006 trabalha na TV Bandeirantes e Bandsports onde é apresentador dos programas ‘Os Donos da Bola’ e ‘Baita Amigos’. Agora é blogueiro exclusivo do Portal da Band. Atualmente sua audiência é considerada um fenômeno em mídias eletrônicas.

16 comentários